A implementação do Empreendimento de Fins Múltiplos de Alqueva (EFMA) altera o regime de exploração de uma vasta área agrícola, para a qual a água representa o principal fator limitante, passando este fornecimento a estar assegurado pelo armazenamento em diversas albufeiras, ligadas entre si e a uma origem comum proveniente da albufeira de Alqueva.

A alteração do regime agrícola de sequeiro para regadio, ou apenas a modificação da origem de água, em áreas já regadas, pode influenciar o solo, sendo fundamental o acompanhamento e monitorização das alterações observadas.

Numa fase inicial é efetuada a caracterização da situação de referência, numa fase prévia ao abastecimento com água do EFMA, com o objetivo de possibilitar o acompanhamento posterior da evolução das características dos solos da área regada, ao longo do tempo de vida do projeto de regadio associado.

Pretende-se que a conjugação dos resultados da monitorização do solo e da água, com toda a informação disponível em cada área infraestruturada, possa promover o desenvolvimento agrícola sustentável, favorecendo a conservação de recursos naturais em conjugação com a exploração do potencial agrícola renovado que o EFMA possibilita.

Solos

Copyright 2013. EDIA - Empresa de Desenvolvimento e Infra-estruturas do Alqueva, SA